Menu

10 mitos sobre Inbound Marketing

Muitas coisas na vida e negócios são mal compreendidas ou subestimadas. Por exemplo, os atletas profissionais fazem parecer que jogar um esporte é fácil, mas você não vê as centenas de horas de treino que ocorreram nos bastidores. Afinal de contas, é só colocar uma bola em um aro, certo? Advogados, muitas vezes, só separam alguns minutos para defender o seu caso no tribunal, mas ninguém vê todos os bastidores do trabalho que vai além daquela breve apresentação.

O ponto é, como um espectador, pode ser fácil fazer julgamentos precipitados sobre as profissões e indústrias, simplesmente porque não sabemos o suficiente sobre eles. Marketing não é uma exceção e, na verdade, ele pode ser uma das áreas mais facilmente mal interpretadas nos negócios.

Mais especificamente, o Inbound Marketing é uma área frequentemente mal compreendida nos negócios, e por isso se desenvolveram alguns mitos. Eles são muitas vezes repetidos por outros sem informação aprofundada ou uma exploração adequada.

Então,  vamos esclarecer alguns desses mitos?

ALGUNS MITOS SOBRE INBOUND MARKETING:

1) Inbound Marketing é, basicamente, colocar alguns white papers e eBooks em seu site

Eu costumo conversar com diretores de marketing e CEOs bem-intencionados que pensam que estão fazendo Inbound Marketing. Quando eu lhes pergunto sobre isso, eles dizem “sim, temos alguns white papers e ebooks em nosso site e estamos captando os endereços de e-mails deles. Estamos fazendo Inbound Marketing!”

Vamos com calma. Embora a publicação de ofertas seja, sim, uma tática de segmentação, ela não é nem de longe a totalidade do Inbound Marketing.  Além disso existem pesquisas, a estratégia de SEO, o pensamento criativo, a análise cuidadosa da escrita e de conteúdo, o lead scoring, integração de CRM e ferramenta de automação, engenharia do processos de vendas, análise de fluxo de trabalho, as decisões de design e usabilidade, uma variedade de formatos de conteúdo,testes e métricas, e toda uma série de outras coisas. O Inbound Marketing vai muito além da publicação de alguns whitepapers e e-books.  

2) Inbound Marketing é o “novo termo” para SEO

A terminologia de Marketing pode mudar muito, então é compreensível que as pessoas pensem que Inbound Marketing é apenas uma nova maneira de dizer SEO. Na verdade, SEO é um componente do Inbound Marketing.

SEO envolve trazer visitantes qualificados para o seu site através de pesquisa e otimização on e off page. Inbound Marketing é a prática mais ampla de conquistar o tráfego, convertendo esse tráfego em leads, e transformando leads em vendas. SEO é muito importante para a parte da equação que diz respeito ao tráfego, mas não é a mesma coisa.

3) Inbound Marketing é uma moda passageira e logo vai desaparecer

É fácil classificar tendências em marketing, tecnologia e negócios como “modismos” e ignorá-los. No entanto, você sabia que o Inbound Marketing é, na verdade, uma forma evoluída de uma estratégia de marketing que tem estado por aqui há muito tempo?

Pense na estratégia central do Inbound Marketing: fornecer valor e utilidade para seus clientes potenciais, tornar-se visível, ganhar confiança, e realizar vendas. Será que isso soa como uma forma de marketing que tem resistido ao teste do tempo? Inbound Marketing é simplesmente uma maneira mais escalável, eficiente e moderna de abordar o mercado com a mesma intenção.

4) Inbound Marketing significa que o meus prospects vão ligar pra minha empresa 24h por dia

Porque os profissionais de marketing são um grupo otimista e entusiasta, algumas pessoas (compreensivelmente) têm uma expectativa ligeiramente irrealista do que o Inbound Marketing pode fazer. Eles pensam que isso significa que eles nunca mais terão que prospectar ou chegar nas pessoas. As equipes de vendas têm sonhos de quetodos os prospects virão a eles sem qualquer tipo de contato.

Seria assim no mundo dos sonhos! Na realidade, um programa de Inbound Marketing bem planejado e bem executado traz leads ativos e passivos. Leads ativos tendem a aumentar, mas a equipe de vendas ainda precisa chegar aos clientes potenciais passivos para iniciar um relacionamento. A boa notícia é que esses leads são muito mais qualificados, muito mais envolvidos, e têm uma maior chance de fechamento. As equipes de vendas também têm muito mais dados sobre estes prospects que podem ajudá-las a serem mais eficientes e eficazes nas vendas.

5) Se eu fizer Inbound Marketing, não preciso fazer mais nada

Assim como no mito anterior, algumas pessoas acham que Inbound Marketing deve fazer tudo para eles. Embora possa ser a parte mais eficiente e mais importante de sua estratégia de crescimento de negócio, nós recomendamos complementá-la com outros métodos – desde que eles estejam funcionando.

Caso você opte por terceirizar a produção de conteúdo, é preciso também que sua empresa tenha uma mínima estrutura para trabalhar os leads recebidos do Inbound por meio do Inbound Sales.

 

6) Inbound Marketing pode ser feito por uma única pessoa (como o meu Diretor de Marketing)

Este é um grande mito. Muitas vezes vemos CEOs ficarem muito animados sobre a possibilidade de crescer seu negócio com Inbound Marketing (o que é ótimo!). Mas eles acabam por ter uma expectativa pouco realista de como executar o programa. Eles nem querem contratar uma pessoa para fazer tudo ou querem despejar todo o programa em seu diretor de marketing (ou gerente / coordenador) e esperar que eles façam tudo.

Verdade: Inbound Marketing é muitas habilidades em uma. É SEO, mídia social, conteúdo escrito, concepção, desenvolvimento, estratégia, gerenciamento de projetos, análise de dados, pensamento empresarial, áudio/produção de vídeo, apenas para citar algumas. É praticamente impossível para uma pessoa ter o tempo ou a habilidade para lidar com tudo isso.

Se você quiser implementar um programa de Inbound Marketing, você precisa de uma equipe. Essa equipe pode ser in-house ou pode ser de uma agência de Inbound Marketing, mas é preciso mais de uma pessoa.

7) Inbound Marketing pode ser feito sem pagar um software ou ferramenta de automação

Algumas pessoas odeiam pagar por softwares ou ferramentas especializadas. Quando falamos sobre os benefícios do Inbound Marketing e o valor que vem com ele, elas ficam realmente animadas –mas logo que falamos de pagar por um software, elas ficam realmente resistentes.

Você pode executar um programa de Inbound Marketing sem uma ferramenta de automação ou  software? Sim. Mas você vai lutar para ganhar força, porque haverá muito atrito no processo. Pode parecer assustador pagar um valor mensal para um software (como o HubSpot ou a RDStation), mas quando os resultados vêm mais rápido e você faz seis números em vendas como resultado do programa, você não vai se importar com os custos de software.

8) Inbound Marketing funciona para todo tipo de Negócio

Você pode se surpreender ao saber que nós não recomendamos Inbound Marketing para todo tipo de organização. Estamos sempre procurando a solução certa para as organizações certas. Muitas vezes nós recomendados as pessoas outras agências ou outras direções de outros programas, porque sabemos que o Inbound Marketing não é um bom ajuste para elas.

Como o Inbound Marketing toma muito tempo, esforço e dinheiro, é mais adequado para organizações que vendem um produto ou serviço que precise de um processo de educação mais complexo. Alguns exemplos incluem cuidados de saúde, serviços profissionais, manufatura, serviços financeiros e empresas de software. Estes tipos de organizações podem rapidamente ver o ROI com apenas algumas vendas.

9) Inbound Marketing é a mesma coisa que Marketing de Conteúdo

Assim como SEO não é a mesma coisa que Inbound Marketing, marketing de conteúdo também não é. Mais uma vez, o marketing de conteúdo é um subconjunto e um enorme componente, mas não é tudo.Marketing de conteúdo significa produzir conteúdo orientado a solução para o seu público, o que pode resultar em busca e maior visibilidade nas mídias sociais. Mas Inbound Marketing é mais profundo e é um sistema abrangente de geração de leads.

10) Inbound Marketing é apenas uma fórmula a ser executada

O nosso mito final pode ser o mais importante. Algumas pessoas pensam que o Inbound Marketing é apenas uma lista de coisas para se executar.Iniciar um blog? Feito! Postar uma vez por semana? Feito! Publicar um white paper? Feito! Ligar para alguns leads? Feito!

Isso é chato!

Embora não exista uma estrutura geral para essa metodologia de Marketing de Atração e sim algumas táticas específicas que são mais utilizadas, isso está longe de ser um estereótipo ou fórmula.

“Inbound Marketing não é um produto, Inbound Marketing é uma mentalidade.”

É uma mudança cultural. É um compromisso de focar no seu consumidor/cliente, não em você. É um foco na criação de um negócio que interessa. É uma decisão de ser uma empresa humana que mostra personalidade. É a ideia de ser (às vezes assustadoramente) transparente. É construir seu negócio em torno de, sinceramente, ajudar as pessoas. Quando esta é a sua mentalidade, as táticas se tornam fáceis.